Total de visualizações de página

terça-feira, 22 de agosto de 2017

A vida de um autista adulto de alto funcionamento


Autista adulto – alto funcionamento e os tabus

Era inverno do ano passado, quando resolvi tirar um “peso” de minhas costas e assumir para o mundo que, desde os nove anos de idade convivo com o Transtorno do Espectro autista. Sou escritora, empresária do ramo de locação de motos big trails, blogueira e ativista na luta pela conscientização do autismo. Sou esposa, mãe, filha, irmã e tenho toda uma vida cheia de sonhos, frustrações e também alegrias...


Tenho 34 anos e, quando ouvi falar em autismo pela primeira vez, me lembro do termo asperger, algo que parecia um pouco menos pior do que o autismo propriamente dito... Mas não foi bem assim que as coisas aconteceram.

Ter o título asperger no rótulo da minha “embalagem” me fez viver em uma sombra de que a aqualquer momento eu poderia entrar nas profundezas do autismo e nunca mais sair. Era um sentimento dividido, afinal, o esforço para ser aceita era imenso e a vontade de ir para a lua era proporcional ao medo que eu sentia do mundo. Foi algo guardado por mim e pela minha mãe durante um pouco mais de vinte e cinco anos. Eu não tinha opção, precisava lutar.

Sempre fui diferente, esquisita e sincera. Tinha sérias dificuldades de me encaixar nos padrões esperados para pessoas com a minha idade, não importava a idade que eu tivesse.

Hoje, com toda uma vida construída e com um olhar profundo sobre as coisas e sobre a vida, muitas pessoas me questionam sobre o que ainda há em mim que esteja relacionado ao autismo. Perguntam se fui curada ou se tive a perda do diagnóstico. Infelizmente não posso afirmar que sim, mas posso dizer que diante de todas as maldades do mundo, teoricamente eu me dei bem.

Sou uma pessoa “normal”, quem me encontra pessoalmente me vê sempre com as unhas bem pintadas, as sobrancelhas bem feitas, a maquiagem impecável e o mesmo perfume adocicado que uso há alguns anos... Sou uma pessoa responsável, amável e preocupada com os problemas da humanidade, mas... E sempre tem o mas... Não consigo sair de casa sem maquiagem, chegaram a me perguntar se uso maquiagem definitiva, mas a verdade é que o fato de colocar a maquiagem de manhã e retirar a noite faz parte de um ritual de rotina que me mantem segura. Os cuidados com o meu corpo, a minha pele e os meus cabelos são uma espécie de hiper foco, não consigo ser diferente. Minha casa está sempre impecável e os imprevistos na rotina não são bem vindos. Não saio sem lavar a louça ou arrumar a cama, não que isso vá me fazer mal, mas pensar em entrar em casa com algo fora de ordem me gera medo e medo não é bom para mim. Choro com facilidade, mas sou capaz de não derramar uma lágrima sequer, caso eu seja responsável por segurar as dores dos outros... Me alimento sempre das mesmas coisas, tomo sempre as mesmas bebidas e todas as vezes em que tentei frequentar uma academia de musculação foi um verdadeiro desastre, até o dia que resolvi montar minha própria academia em casa.

Tenho medo de insetos, barulhos muito altos me incomodam e praticamente não sinto dor, quando sinto é porque já chegou ao nível avançado para qualquer ser humano. Cheguei ao ponto de ir trabalhar de salto alto com dois dedos do pé esquerdo quebrados para não perder a vaga de emprego que eu havia conquistado... Sou literal ao extremo, falo demais, faço movimentos e expressões de menos e geralmente não sei a hora de parar de me explicar...

Por outro lado, sou uma pessoa alegre, cheia de sentimentos, de sonhos, de desafios, amo amar as pessoas, sou fascinada por música e seriados, tenho paixão por tratamentos estéticos e amo pessoas com necessidades especiais... Sei lá, eles tem um valor diferente sobre as prioridades da vida. Adoro sexo, sim! Autistas fazem sexo, se apaixonam, amam. Isso é um tabu, eu sei, mas independentemente do comprometimento de cada um, temos um corpo físico, cheio de hormônios e com as mesmas necessidades de líquidos, alimentos e – sexo!

Quando gosto de algo, gosto para valer, me apego facilmente, adoro pessoas, adoro enrolar fios de linha entre meus dedos e também tenho fascínio por temporais... Sou muito inteligente naquilo que me interessa, como dirigir, cantar, escrever, amar, me doar ao próximo. Nas faculddades que fiz tirava dez nas matérias relacionadas ao lado humano, mas tirava zero nas disciplicas ligadas às exatas. Sou o contrário da maioria dos autistas que têm bom desempenho com números. Nunca fui muito inteligente e sempre fui voltada para a área de desenvolvimento pessoal.

Não gosto de multidões, odeio mentiras e sou excelente em executar missões que me são confiadas. Meu coração é incapaz de reter mágoas, raiva ou qualquer coisa que seja destrutiva. Sofro muito quando sou mal interpretada, mas se ganho um presente sou eternamente feliz desde o momento em que vejo a embalagem...

Flores me fazem sorrir, sangue me faz chorar, palavras doces me fazem amar. Os toques suaves na pele me doem, mas a pressão feita com força e intensidade me levam ao paraíso. Corto meu próprio cabelo, faço minhas unhas, lavo meu carro, limpo minha casa. A única excessão é a estética que frequento, que é a própria dona que me atende e tem minha confiança de olhos fechados...

O que mais dói é o preconceito, a pré determinação do que acham de mim, das deduções sobre mim que geralmente não são verdade e da falta de honestidade sobre as coisas da vida...

Essa sou eu, sou do bem, sou única, tenho um DNA exclusivo e minha própria forma de enfrentar as dificuldades da vida.

Pare para pensar em quem você conhece que não tenha suas manias e esquisitices... Por isso eu amo a diversidade, aos vários modelos de famílias existentes e, acima de tudo, eu amo as pessoas, as suas almas e as suas histórias de vida.

Sou mulher, sou mãe, sou esposa, sou filha, sou humana, amo a vida e me aceito como sou.

Em novembro será lançado um livro sobre mulheres empreenderoras no qual tenho um capítulo com alguns detalhes sobre minha história de vida. Isso é uma de minhas grandes vitórias, mais alguns projetos que estou colocando em prática, como o meu ebook já publicado falando sobre o autismo e uma terceira publicação sobre a minha vida, sem cortes e nem edição. Tudo isso para motivar pais, mães e autistas a lutarem pelos seus sonhos.

O que molda sua vida? O tanto de conhecimento que adquire ou a forma como o utiliza? Certamente a segunda opção. Todos os seus caminhos são determinados pelas decisões que você toma ao longo de sua trajetória. Há uma força em seu interior que o torna capaz de superar quaisquer obstáculos e a ausência de ansiedade com certeza é o que te proporciona ter a tranquilidade de entender que o seu esforço sempre será recompensado.

Beijo muito carinhoso,

Kenya Diehl

Escritora, empresária e blogueira.
Contatos nos links do blog`
+5551 9 9198 4264





12 comentários:

  1. Nossa! Até chorei , minha filha tem autismo e está com 7 anos , temo pela vida adulta , porque sei teremos muitas fases e queria ter certeza que ela será uma menina independente.
    Parabéns !Parabéns !Você não tem noção do bem que me fez ao escrever tudo isso , meu choro é de felicidade , porque vejo minha filha tão desenvolta quanto você.
    Tenho medo porque sou mãe , não quero que ela sofra , mas é impossível, a vida tem seus obstáculos( e isso serve para todos ) .Muito obrigada mesmo , hoje você fez uma pessoa muito feliz .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida quem chorou com tua mensagem foi eu. Obrigada de coração por escrever. Isso só me dá ainda mais forças para continuar. É preciso coragem, mas de de alguma forma eu ajudar alguém já estou feliz demais. Beijo muito carinhoso.

      Excluir
    2. Amei esse testemunho.Tenho baixa visão e trabalho com crianças com deficiência.É percebo que a deficiência é menor do que o preconceito enfrentado.

      Excluir
  2. Amei ler um pouco sobre vc.Tenho um filho autista q tem 10 anos apesar das dificuldades veem se superando a cd dia,qndo ouvi essa palavra "autista"me recusei a aceitar e hj sou muito grata a Deus por ter me proporcionado ter meu filho assim bem do jeitinho q ele é.A pessoa q mais me conhece tento esconder qndo estou mal mas ele parece ler minha alma.Sei q não é fácil mas o amor vence barreiras e espero q assim como vc ele tbm alcancei os objetivos!Que seus sonhos sejam alcançados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que mensagem mais linda. Muito obrigada pelo carinho e parabéns pela dedicação com o teu filho. Amo demais isso. Super beijo

      Excluir
  3. Obrigada por se "assumir"! Você me deu mais esperança para acreditar que meu filho também terá uma vida além do diagnóstico e das terapias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Terá sim querida. Obrigada pela leitura. Seguimos juntas. Somos mais fortes quando trocamos experiências. Beijo no coração

      Excluir
  4. Eu gostei muito do seu relato, mas algumas coisas não são exatamento como a gente quer.Eu tenho 41 anos e também tenho vontade de me apaixonar, de amar, de beijar, de fazer sexo, mas infelizmente nenhuma garota se interessa por mim e eu não posso obrigar ninguém a fazer isso.Esses sentimentos reprimidos me fazem muito mal e eu sinto uma raiva muito grande do mundo por não poder ter essas oportunidades. Enfim, eu seria seu lado B.um autista adulto que não deu muito certo. Eu também tenho um blog chamado Memórias e Impressões de um Asperger adulto, no serviço Blogger, bem menos conhecido e bem menos visitado.Eu tenho muita dificuldade para achar alguma garota ou mulher interessante que seja solteira e mesmo quando eu acho, não sei o que fazer para que o sentimento seja reciproco.Deveria ser espontâneo, eu sei, mas o tempo esta passando e as coisas não acontecem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido. Nada é como a gente quer. Mas podemos transformar tudo dependendo de quem escolhemos para se relacionar conosco. Não são elas que vão te escolher. Tu terá segurança suficiente para conseguir conquistar as pessoas certas. Estou contigo. Vamos juntos. Beijo muito carinhoso.

      Excluir
  5. Oi..Na segunda feira dia 18.12 rezei a Deus que me mostrasse um caminho a seguir, qual o proximo passo a dar.Pedi que colocasse no meu caminho exemplos de vida, e bons profissionais..pedi que colocasse na vida de minhas filha AMIGOS... e na terça feira dia 19..acessei seu blog.Ele me escutou..lhe encontrei!! Me emociono quando falo..Muitas vezes fico perdida..Minha filha e asperger tem 12 anos..e foi dificil o diagnóstico.Ja teve consulta em que o medico me disse" tem alguma coisa de diferente nela" sem saber ao certo..Quero tentar nao errar..desejo que ela nao sofra...ou o mínimo possivel...trabalho para que ela se sinta confiante e seja independente..Para um Aspeger a vida é complicada porque as pessoas nao enxergam de cara..e desconfiam. .isso e péssimo..Então eu lhe agradeço por compartilhar sua história. ..nao faz idéia do tamanho de sua ajuda..Parabéns por tudo..Parabéns. Nao li todas as matérias ainda porque so tem dois dias..mais será minha leitura de cabeceira. .Um Grande Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cynthia querida. Que alegria ler esta tua mensagem cheia de vida e de vontade de ajudar a tua filha.
      Fico tão feliz em ver que Deus me manda por caminhos nos quais posso me sentir útil.
      Conte comigo, por todas as redes sociais, de todas as formas que eu puder ajudar.
      Essa troca nos leva a um caminho muito bom.
      Você alegrou minha noite, me fez feliz.
      Um super beijo,
      KenyaDiehl

      Excluir
  6. obrigada, me faz querer aprender a me abrir comigo e com os outros. me aceitar nas pequenas necessidades. =)

    ResponderExcluir