Total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Sou autista e preciso de amigos

Eu quero tanto ser sua amiga. Por favor, se lembre de que sou autista. A vida não é nada fácil para mim, minha luta é constante e meu esforço para aguentar a pressão de um mundo neurotipico é imensa. Não estranhe quando eu me afastar, às vezes só preciso de um tempo para me regular, colocar as idéias em uma ordem lógica e recomeçar.

Não tenha medo de mim, provavelmente você não irá presenciar uma crise, sou adulta e tenho meus jeitos de me proteger, mas se acontecer apenas me ajude a manter a calma.
Lembre-se de que posso parecer desastrada, às vezes derrubar coisas e até dar de cara com um poste por puro déficit de atenção. Sou sincera ao extremo, isso não é falta de educação. Meus sentimentos são exagerados, não faça piada com minhas dores e com os segredos que eu te confessar e evite me julgar. Ao contrário do que pensam eu sei mentir sim, a diferença é que não faço isso porque é errado e me machuca muito se eu tentar. Também não minta para mim, pois isso pode ser o fim.

Com o passar do tempo aprendi a olhar nos olhos, a entender a maioria das piadas e até mesmo algumas frases de duplo sentido, mas quando a ansiedade bate toda essa habilidade é esquecida.
Ah, eu confio demais nas pessoas, me perdoe se eu lhe parecer estranha ou insistente, é que quando gosto não quero mais me afastar. Me ajude a viver nesse mundo cruel, já sofri muitas decepções, traições e bullying. Só te peço para ser verdadeiro comigo.
As pessoas pensam que gosto de ficar sozinha, na verdade eu aprendi a ficar na minha, por tanta maldade que já sofri desde quando era apenas uma menina. Eu gosto é de gente boa, que sabe amar sem medo, que me ajuda a acabar com o preconceito.
Não se atente às minhas limitações, posso fazer de tudo, trabalhar, namorar, casar, ter filhos, dirigir, cozinhar e o que mais eu sonhar. Só preciso ter meus direitos garantidos para tudo isso eu conseguir realizar.

Lembre-se de que se você me convidar para ir na sua casa eu irei, não me convide somente por educação, não ligo para esse tipo de convenções sociais em que as pessoas se sentem na obrigação de fazer ou falar certas coisas.
Existem autistas que não sabem falar, eu quando começo não consigo mais parar. Se você quiser me conhecer melhor eu prometo me esforçar para a gente se entender.
Minha sensibilidade é muito intensa, se a sua mente vibrar em uma frequência muito diferente da minha pode ter certeza de que não iremos dar certo, geralmente sei de onde vem o mal estar, mas as vezes eu simplesmente não me sinto bem ao lado de determinadas pessoas e me meu instinto pede para eu me afastar.

O tempo vai passando e eu vou me adaptando ao mundo. O que será de mim quando eu tiver sessenta anos? Fiz essa pergunta à minha mãe outro dia e a resposta dela foi bem legal. Ela me disse que eu serei como sou, apenas com mais experiência, mas com a mesma leveza, alegria e positividade perante a vida.

Um beijo muito carinhoso. Fiquem com Deus.

Kenya Diehl
Autista, mãe de autista
Escritora, palestrante e blogueira


7 comentários:

  1. Lindona, como sempre arrasando nos seus texto, menina mulher amada por todas nos maes de autistas ,amo ler seus post,fico imaginando minha pequeña Sophie quando chegar na sus maturidade 🤗, bjbj amada e sucesso sempre 💙💙😉😉😙

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida. Deus te abençoe cada dia mais. Beijos no coração.

      Excluir
  2. Bom dia Kenya, parabéns pela coragem de postar como você se sente verdadeiramente. Há alguns meses me companheira perdeu a memória. Ela tem 30 anos e hoje os psicólogos acreditam que ela tem 6 anos psicologicamente falando. Com a regressão estamos descobrindo algumas características semelhantes a do autismo. Estou aprendendo a reviver a vida e cada descoberta que faço com ela é uma Vitória.
    As características explicadas pelo autismo tem me ajudado a entende-la melhor e a proporcionar o máximo de qualidade de vida a ela. Tudo o que você senti ela também senti mas tem muita dificuldade em falar e se expressar. Estamos investigando a perda da memória e o diagnóstico se é autismo mesmo ou não.
    Mas muito obrigada por falar como se sente, são depoimentos assim que me ajudam a entender o que eu posso fazer pra melhorar o dia dela e de que estiver ao meu redor. Que o seu dia seja repleto de alegrias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh Deus, poxa vida! Sinto muito por isso, por vocês... Quero muito poder ajudar mais. Saiba que me sinto honrada em poder lhe levar palavras que façam você entender melhor sua esposa. Conte comigo, de todas as formas que eu puder, me chama nas redes sociais e no skype. Quem sabe um dia consigo visitar vocês. Beijos linda, Deus abençoe vocês.
      ResponderExcluir

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Bom Dia Kenya, conheci voce e seus relatos ontem e nossa, parece que te conheço pessoalmente, me sinto honrado em poder ser seu amigo, tenho um filho adolescente asperger e como a gente se ve no filho, tenho muito em comum, e o que eu achei legal que eu entendo voce, a sua fala e tem gente que eu não consigo entender, bom domingo pra voce e sua família, vou te seguir nas redes, Deus te abençõe sempre e continue a agregar valor a vida das pessoas.....João

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela sua mensagem. Não é fácil seguir em frente, todos os dias uma nova batalha, mas Deus nos capacita sempre. Abraço. Kenya

      Excluir