Total de visualizações de página

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Apenas viva! E agradeça!

Músicas, cheiros, toques, gostos, pele, dor, arrepio, frio, calor, amor, saudades... Sensações experimentadas de diversas formas, muitas vezes em um mesmo contexto, porém com impressões completamente diferentes.

Somos uma variação infinita de beleza e percepção, não há porque querer sermos iguais uns aos outros.

Pense um pouco, ainda que o autismo lhe traga muitas dores, você já foi extremamente sincero com aquela pessoa chata que te incomoda? Já chorou enquanto todos riam? Falou algo tão absurdo que ninguém teve resposta? Dançou e rolou no chão feito criança? Já colou o cabelo e guardou o celular na geladeira? Eu já! Eu já fiz tudo isso e muito mais. Mas o legal disso tudo é que, apesar de ter que aguentar olhares estranhos, eu sou eu mesma, tenho meus próprios sons, cheiros, toques e manias e não perturbo a vida de ninguém... 

Já coloquei ibuprofeno nos olhos achando que era colirio, fui fazer xixi e baixei toda a roupa, menos a calcinha... já inventei sobremesa com azeite de oliva e já arranquei pedaços da minha pele de tanta raiva de algo ou alguém...

Nem tudo é bonitinho ou engraçado, mas nem tudo é tragédia e sofrimento. O melhor emprego que tive na vida eu fui fazer entrevista com uma calça xadrez e uma blusa cor de abóbora - era o que eu tinha - melhor do que ir sem nada ou não ir. Fui contratada e foi justamente onde fiquei mais tempo e fui mais feliz. 

Tenho meus problemas, sofro de carência afetiva, sou rejeitada pela família... Mas não porque eu cause problemas para alguém, mas sim porque eu sou irritantemente autêntica. E eu adoro isso! Porque quem gosta de mim gosta para valer. Então os demais acabam não fazendo falta. Você me entende? 

A vida melhora muito com uma trilha sonora agradável. Escolha sua música e coloque um headphone, aumente o volume, feche os olhos. Você tem vontade de chorar, de rir, dançar ou pedir perdão a alguém? O que mais aflora em você nesse exato momento em que você me lê? Reflita e se encontre, há um gigante dentro de você, ame o espelho, se respeite, se valorize, não machuque as pessoas, mas também saiba exatamente até onde elas podem ir com você. 

Tenha uma pessoa de sua preferência, mas antes de encontrar essa pessoa seja a sua própria pessoa preferida para então poder ser valorizado por alguém.

Leia a Bíblia, que é o mais antigo e mais sábio livro de todos os tempos. Busque respostas e gere novas perguntas para o universo.

Faça o bem, lute por justiça e não se esqueça de que nas cenas mais bonitas da sua vida sempre terá alguém para te incomodar. Não reclame! Pode ser Deus testando sua fé! Nada pode mudar o que se passa no seu coração. Apenas viva! E agradeça!

Autismo é vida - me ame como sou!

Olhando nos Olhos

Kenya Diehl 

Escritora, palestrante, empresária e blogueira 

Autista e mãe de autista 

Nenhum comentário:

Postar um comentário