Total de visualizações de página

sábado, 1 de dezembro de 2018

Aos recém chegados no mundo do autismo...

Aos recém chegados no mundo do autismo...

Adquira o hábito da reflexão, esteja preparado, o mundo anda muito cruel sim, as pessoas dão suas opiniões sem pensar no quanto você pode sofrer com isso. Portanto, proteja-se!

Você vai lutar por uma vaga de inclusão na escola, vai buscar os melhores terapeutas do mundo para seu filho, vai rodar quilômetros para conseguir um atendimento humano, vai abrir mão de “amizades” para ter AMIZADES de verdade, vai saber o que é chorar até quase morrer... Descobrirá o que é uma conquista verdadeira, o que é o sabor da vitória e, por consequência, irá conhecer outras tantas pessoas que lutam pelas mais diversas síndromes... E verá o que é realmente lealdade.

Sabe o que é mais bonito disso tudo? Somos todos perfeitos em nossas imperfeições. A vida muda dia após dia e tudo é aprendizado.

Nós, mães de autistas nos cobramos algo que não podemos ser, queremos imaginar o inimaginável, prever o imprevisível. Infelizmente, nem sempre é possível. Às vezes o milagre demora a acontecer, a verdade não chega na hora que esperamos e nos sentimos impotentes diante daquela situação perturbadora bem diante de nossos olhos. Não se cobre tanto! Ser humano é também ser falho em vários momentos.

Ao passo que somos pessoas sadias, cheias de vida, nos sentimos frágeis e sem rumo. Parece ter um mundo inteiro à nossa frente pronto para ser explorado, mas é como se houvesse um cadeado com as chaves trocadas que não podemos abrir. Então nos sentimos pequenas e buscamos respostas em cada espaço que surge à nossa frente. Mas ela não vem... Talvez a resposta procurada nem se quer exista, mas você, mãe, vai inventar uma nova resposta perfeita para a situação que irás vivenciar. O instinto te salva!

Aceite! O amor é algo que se constrói. Mesmo em um amor incondicional como o de mãe, é preciso muita calma, dedicação e entrega para conseguir encaixar as peças do quebra-cabeça do autismo...

Cuidado com os palpites e as "fórmulas mágicas". Mantenha a calma e lembre-se de que nada adianta a pessoa se considerar uma boa pessoa se na verdade ela quer que todos sejam como ela. Cobrar comportamentos e atitudes dos demais nos torna pequenos diante de Deus.

Descubra onde está a sua maior fonte de força e fé. No meu caso eu entendi que a estrada em que caminha o amor é o mesmo chão por onde caminham meus sonhos e a coragem é o segundo sentimento que me move depois do amor!!!!!

Coragem! Autismo também é vida! Me ame como sou!
Kenya Diehl

Escritora, Consultora em Autismo e Palestrante
contato@kenyadiehlautismo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário